Como otimizar a  sua presença digital maximizar a geração de Leads? 

Como otimizar a  sua presença digital e maximizar a geração de Leads? 

Saber perceber onde estará o cliente antes de ele mesmo lá chegar pode fazer a diferença entre a conquistar e solidificar o espaço de mercado para a sua empresa, ou perseguir a concorrência e correr atrás do prejuízo. Num cenário prospetivo, a Forrester previa que em 2020,  75% dos decisores em B2B “compravam” ou preferiam comprar online.  De acordo com indicadores ainda mais recentes, e face á natural indisponibilidade para modelos de compra ou venda tecnológica presencial, este valor deverá rondar os 87%. 

Torna-se impreterível que não só se posicione digitalmente, como também que saiba personalizar e adequar a mensagem aos diferentes públicos que o podem procurar.  Para a criação de uma boa presença digital, não chegsimplesmente a criação de um website ou de uma ou duas redes sociais. Atualmente uma boa estratégia de digitalexige umconstante criação de valor orgânico mediante o desenvolvimento e adaptação de conteúdo útil que seja diferenciadorSó desta forma será possível criar interesse gerar valor para as pessoas do seu publico alvo eventualmente, quando estiverem completamente esclarecidas e informadas sobre a sua solução/serviços, poderem então converter-se em leads e quem sabe tornarem-se clientes.   

O que se propõe a fazer? Qual o serviço? Porque o faz melhor que a concorrência?

Saber agilizar e melhorar de forma constante a sua proposta de valor global, irá permitir manter o tom de comunicação atualizado e próximo das mudanças que o seu Mercado possa refletir. Tendo em conta a realidade do ciclo de vendas de soluções tecnológicas, é impreterível que a sua Missão, Valores, Oferta e casos de estudo a comprovar o sucesso, estejam online e sejam claros.  

A afinação desta estratégia permitirá: 

  • Reduzir o tempo de educação/nutrição do cliente; 
  • Aumentar a auto-lead generation/ Pedidos de Mais Informação, 
  • Otimizar o seu tempo de resposta da equipa comercial/Marketing para questões verdadeiramente relevantes e que o posicionam mais próximo do fecho, 
  • Atestar, garantir e comunicar de forma clara, injetando confiança e assertividade 
  • Aumentar a qualidade / qualificação das leads que recebe, via maior grau de clarificação das necessidades que a sua empresa se propõe a colmatar; 

Para quem quer vender? Qual é o seu publico alvo?

O segundo ponto a otimizar para multiplicar o sucesso da conversão dos seus canais digitais é a definição do cliente-alvo/target ideal a alcançar. No nosso artigo sobre o Potencial de Mercado, tivemos oportunidade de explicar como deve circunscrever e otimizar o destinatário da sua mensagem. É importante que se posicione o mais próximo possível do perfil e alinhamento do seu potencial cliente, e que a sua comunicação reflita as aspirações, necessidades e realidade de operação do mesmo. 

Assim recomendamos construir uma (ou mais) Buyer Personas (perfis de comprador), onde estejam identificados aspetos como: 

  • Demografia, interesses, idade, área de formaçãocanais digitais privilegiadas;  
  • Cargo de decisão, dores (problemas que procura resolver) e necessidades típicas desta função; sector de operação; 
  • Ciclos de compra e venda;  

Que conteúdo? Com que frequência? Em que formato?

Depende essencialmente dos dois pontos acima: o que necessitam os seus clientes e o que se propõe a oferecer. É essencial perceber que mais do que comunicar para uma empresa, está a comunicar para uma pessoa. E essa mesma pessoa interage e existe de forma diferente em contextos sociais diferentes. É por isso necessário que o seu departamento de Marketing saiba adaptar a mensagem ao meio onde a mesma está presente, mas principalmente aquelas que são as suas necessidades. 

As mais recentes tendências de consumo online apontam para uma crescente gamificação / dinamização do conteúdo.  Por muito “moderno” que seja a criação de áudio-vídeo, existem soluções e temas que continuam ainda assim a pedir uma exposição informativa entregue de forma escrita.   

Nem todos os decisores “compram” a solução em ambientes isolados ou de extrema captação de atenção, pelo que distribuir as suas mais valias em formato escrito, que pode ser consumido à velocidade escolhida pelo recetor, continua a ser dos tipos de conteúdos mais relevantes e que mais leads conseguem captar. 

Em B2B o conteúdo informativo é elemento chave

A criação de conteúdos de vídeo deve ser privilegiada sempre que uma demonstração possa ser necessária, ou quando se quer demonstrar o testemunho de um cliente satisfeito / caso de estudo que seja oportuno.  

Criar empatia e racionalidade de forma direta transmite confiança. Ainda assim, não descure o aspeto técnico do Conteúdo: a sua aparência aos olhos dos algoritmos de pesquisa. Qualquer peça de conteúdo por melhor que seja não vale de muito se não for apresentada a quem o procura, no momento certo e o mais personalizado possível 

Para uma performance acima da média no momento de captar/ gerar leads, deve privilegiar:  

  • Casos de estudo reais, recentes e curtos, escritos ou em formato entrevista; 
  • WhitePapers: artigos com relativa profundidade que contextualizam as mais-valias da sua solução/serviço num contexto funcional / social mais alargado e numa logica explicativa macro; 
  • Conteúdo curto com novidades e que está dependente do contexto diário das suas redes sociais (criação de frequência);
  • Noticias, novidades ou curiosidades sobre o funcionamento humano da sua empresa e que criem relação humana e dimensão social do trabalho que desempenha; 
  • Organização de eventos digitais e/ou físicos comunicados digitalmente e de entrada livre, com temas pertinentes para o seu negócio e que melhor se enquadrem no contexto do setor onde se enquadra.

 

Ok, Já tem conteúdo informativo no seu website. Mas será que está otimizado?

Para além do conteúdo, de quem o lê, e da sua presença estar já digitalizada, é importante que outros fora desta realidade o consigam encontrar. Sabe hoje quais são os gatilhos/expressões mais utilizados que melhor conduzem o tráfego qualificado ao seu site? Quem não o conhece, como pode chegar até si de forma orgânica? Quais os canais principais que os levam até si? Por que razão o procuram? 

Estas são as principais questões que deve ter em consideração antes mesmo de começar a sua estratégia de otimização da sua presença digital!

Saber encaixar no seu conteúdo informativo as palavras-chaves (keywords) mais relevantes condizentes com o seu negócio (que melhor o descrevem)amplifica largamente as hipóteses do seu conteúdo ser demonstrado aos utilizadores potencialmente interessados, ou seja, os potenciais clientes. Quando o conteúdo ou website é demonstrado a uma maior quantidade de público e de nível qualitativo mais elevado (necessidade já estabelecida), se a organização dentro do seu website estiver bem trabalhada, poderá também potenciar e maximizar aquela que é a taxa de geração e conversão de leads.

Juntando Tudo: Criar uma estratégia a longo prazo

Definidos os pontos acima indicados, reúna a sua equipa Comercial e de Marketing e estabeleça um organograma, seja ele de 3, 6 ou 12 meses. Planear ciclos de Marketing Offline ou Onlineou atividades de angariação de leads com agências externas, de forma a possibilitar umdimensão mais clara dos objetivos a atingir, é essencial para alcançar  melhor resultados, representando idealmente pelo maior número de leads geradas de forma orgânica. 

É importante contudo que perceba que uma estratégia assente em conteúdo e performance orgânica, exige um investimento considerável de tempo. Envolver a equipa na sua globalidade e reunir informação e validação de tudo irá assegurar uma maior taxa de sucesso à partida, reduzindo redundância, risco e o pior sinónimo de qualquer estratégia de comunicação. A repetição.

Por onde começar a definir a estratégia digital?

Com base nas questões mencionadas no ponto anterior, vai ter aquelas que são as respostas essenciais e a partir do qual irá conseguir perceber as palavras-chave para o que deve utilizar, mas também os melhores canais a utilizar.

Aquilo que está na base e no qual deve focar toda a sua atenção, são as palavras-chave que deve utilizar por serem definitivamente as melhor para o seu negócio. Estas, devem representar um mix, não só daquilo que melhor identifica a sua proposta de valor ou negócio, mas também deve ter em consideração a quantidade de tráfego e dificuldade de ranking inerente ás mesmas. Se escolher palavras-chaves que estão fortemente relacionadas com o seu negócio, mas que são muito especificas, estas poderão significar tráfego muito qualificado para o seu website, mas em quantidades muito reduzidas. 

O outro aspeto muito importante e que deve ter em consideração no momento de definir a sua estratégia de crescimento digital orgânico, deve ser também a dificuldade inerente a cada palavra-chave, pois quanto maior tráfego ou mais vezes mesma estiver mencionada na web, maior será também nível de dificuldade em melhorar a sua posição orgânica para a mesma. 

A nossa recomendação.....

No momento de escolher as palavras-chave para o qual quer melhorar ranking do motor de pesquisa de uma determinada página do seu website, escolha um mix de palavras especificas e outras mais genéricas do seu setor.

Para que não venha a ter eventuais surpresas por demorar mais tempo a ver resultados da sua estratégia do que estava à espera, quando estiver a definir o plano de crescimento/otimização orgânica da sua presença digital, tenha também em atenção ao nível de dificuldade associado a cada uma das palavras-chave. Através desta qualificação das palavras-chaves que vai utilizar, conseguirá de forma aproximada, prever não só o tempo que demorará a melhorar a posição para essa palavrachave, como também e talvez até o mais interessante, poderá prever de forma aproximada a faturação que esse lugar no motor de pesquisa orgânico poderá significar para a sua empresa. (caso tenha acesso á taxa média de conversão por visita). 

Na Leadmarket temos o barómetro certo para aferir o seu grau de maturidade digital. Através de ferramentas internas, combinadas com a nossa experiência com parceiros, fabricantes e distribuidores de ITconseguimos avaliar os indicadores centrais da sua performance online, e perceber aqueles que são os pontos que mais necessitam de ser otimizados. 
 
Entre já em contacto e entregaremos uma proposta do nosso serviço DPE (Digital Presence Evaluation), que permitirá fazer uma análise daquela que é a sua presença digital atual e permitir a partir dai, maximizar a sua performance e potenciar a geração leads.

Leads Qualificadas

Entre em contacto connosco e descubra, em maior detalhe, o que podemos fazer por si

Mais artigos

mql vs sql

MQL vs SQL

Tanto uma Marketing Qualified Lead (MQL) como uma Sales Qualified Lead (SQL) são leads qualificadas. No entanto, o tipo de qualificação varia, especialmente por serem, normalmente, desenvolvidas por departamentos diferentes e com objetivos diferentes.

Ler mais »
Lead Generation 2020

Tendências de Lead Generation

As iniciativas comerciais focadas em aquisição de novo negócio são processos essenciais ; mas penosos; para a maioria das equipas em Portugal. Todas as empresas precisam de gerar leads para garantir o seu crescimento orgânico e a aquisição de mercado; mas num ambiente de multi-tasking; o foco e a energia empreendidas noutros processo de vendas não permitem a cobertura destas iniciativas.

Ler mais »
B2B Marketing Digital

Marketing Digital B2B

Antes de começar a identificar quais as estratégias a adotar de marketing digital, é importante perceber que é preciso ter em conta pelo menos 9 a 12 meses de trabalho serão necessários até se começar a verificar bons resultados. Ao contrário do que se possa pensar, gerar boas leads por meio de marketing digital é um processo longo e que tem de ser ajustado e otimizado à medida do tempo.

Ler mais »

Receba as melhores dicas de lead generation

* obrigatório

Gere Leads de Qualidade Para o Seu Negócio!

leadmarket logo

Políticas de Privacidade

Termos e Condições

Copyright 2020. All Rights Reserved